Páginas

Vídeos sobre a Cabala

Loading...

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Construindo a Sociedade Futura

Construindo a Sociedade Futura

Construindo a Sociedade Futura



1.CONSTRUINDO A SOCIEDADE FUTURA

Há uma alegoria sobre amigos que estavam perdidos no deserto, com fome e sede. Um deles tinha encontrado um acampamento preenchido abundantemente com todo o deleite. Ele recordou seus pobres irmãos, mas ele já se tinha afastado para longe deles e não sabia seu lugar. Que fez ele? Ele começou a gritar bem algo e a soprar o chifre; talvez seus pobres amigos esfomeados escutassem sua voz, se aproximassem e viessem a esse abundante acampamento preenchido com todo o deleite.

Tal é a questão perante nós: nós perdemo-nos num terrível deserto juntamente com toda a humanidade, e agora nós descobrimos um grande, abundante tesouro, nomeadamente os livros da Cabala no tesouro. Eles completam nossas almas ansiando e enchem-nos abundantemente com exuberância e concordância; nós somos saciados e há mais.

Todavia a memória de nossos amigos deixados desesperadamente no terrível deserto permanece fundo no interior de nossos corações. A distância é tão grande, e palavras não conseguem criar uma ponte entre ela. Por essa razão, nós montámos este chifre para soprar alto para que nossos irmãos possam escutar e se aproximar e serem tão felizes como nós.

Saibam, nossos irmãos, -nossa carne- que a essência da sabedoria da Cabala consiste no conhecimento de como o mundo desceu do seu elevado, lugar celestial, até ao nosso estado ignóbil. Esta realidade era necessitada, pois “o fim de uma questão está no primeiro primeiro pensamento,” e Seu pensamento age instantaneamente, pois Ele não precisa de ferramentas práticas como nós precisamos. Logo, nós fomos emanados no Infinito em absoluta perfeição desde o inicio, e viemos a este mundo (isto é: no pensamento do Criador de fazer bem às Suas criaturas).



É desta forma muito fácil de descobrir todas as futuras correcções destinadas a virem dos mundos perfeitos que nos precederam dentro da sabedoria da Cabala. Através dela nós sabemos como corrigir nossas maneiras daqui em diante. O mérito do homem sobre a besta é que o espírito da besta desce, que significa que ele vê apenas daí para a frente, sem o intelecto e sabedoria para retrospectivar para então corrigir o futuro.

O mérito do homem sobre as bestas, é que o espírito do homem ascende para o passado. O homem retrospectiva como um olha no espelho e vê os seus defeitos para os corrigir. Similarmente, a mente vê o que passou e corrige sua futura conduta.

Então, as bestas não evoluem; elas são imóveis, no mesmo estado em que elas foram criadas, pois elas não têm, como o homem tem, o espelho pelo qual ver como corrigir coisas e gradualmente evoluir.. O homem desenvolve-se dia após dia até que seu mérito seja assegurado e sentido. Mas tudo isto se refere aos caminhos naturais e superficiais, isto é a natureza de nossa realidade circundante, nossa comida e haveres mundanos, Para isto, a mente natural é bastante suficiente.

Contudo, internamente, nos nossos eus, embora nós evoluamos algo, nós evoluímos e melhoramos ao sendo empurrados por trás através de sofrimento e derramamento de sangue. Isto é assim pois nós não temos qualquer artificio pelo qual obter um espelho para ver dentro do homem, que eles tinham em passadas gerações.

É ainda tanto o mais relativamente ao interior das almas e dos mundos, e como elas chegaram a tal terrível ruína como a de hoje; tão grande é a destruição que nós não temos qualquer segurança nas nossas vidas. Nós seremos sujeitos a todos os tipos de massacre e morte no futuro próximo, e cada um admite que eles não têm qualquer conselho para o prevenir.

Imagine, por exemplo que certo livro histórico fosse a ser descoberto hoje que descreve as últimas gerações dez milhares de anos a partir de agora para si, descrevendo o comportamento de ambos indivíduos e sociedade. Nossos lideres procurariam cada conselho para organizar a vida aqui de acordo, e nós chegaríamos a “nenhum clamor em nossas praças.” Corrupção e terrível sofrimento cessariam, e tudo viria pacificamente a seu lugar.

Agora, distintos leitores, este livro reside aqui perante vós num armário. Ele afirma explicitamente toda a sabedoria do estadismo e o comportamento da vida privada e pública que irá existir no fim dos tempos. Ele é o livro de Cabala, onde os mundos corrigidos estão determinados. Eles emergiram perfeitos, como diz, perfeição emerge primeiro do Criador, então nós corrigimos-a e chegamos a completa e duradoura perfeição no Mundo Superior.

Isso deriva do Criador pois “o fim de uma questão está no primeiro pensamento.” Porque o incompleto se estica gradualmente do completo, não instantaneamente, e dado que não há ausência do espiritual, todos eles permanecem existentes e descritos na sua forma perfeita e imagem, no particular e no geral, na sabedoria da Cabala.

Abra estes livros e você irá descobrir todo o bom comportamento que irá aparecer e o fim dos tempos, e você irá descobrir dentro deles a boa lição pela qual ordenar as questões mundanas hoje também. Nós podemos examinar a história e com isso corrigir o futuro.

Eu vi tudo isso, e não me posso mais restringir a mim mesmo. Eu resolvi divulgar as condutas da correcção do nosso futuro definitivo que eu descobri por observação e por leitura nestes livros. Eu decidi sair em direcção ao povo do mundo com este chifre, e eu acredito e estimo que ele será suficiente para reunir todos os que merecem começar a estudar e mergulhar nestes livros. Logo eles irão sentenciar-se a si mesmos e ao mundo inteiro a uma escala de mérito.

2.A ABSOLUTA NECESSIDADE DE ACEITAR O TRABALHO DE DEUS

Nós já dissemos que a natureza necessita que a espécie humana leve uma vida social. Isto é simples. Contudo, nós devemos examinar os mandamentos que a natureza nos compele a seguir como um resultado desse estado, isto é o de levar uma vida social.

Geralmente falando, existem apenas dois mandamentos (preceitos) em que nos devemos empenhar dentro da sociedade. Estes podem ser definidos pelos nomes “recepção e dar”. Significa que cada membro é obrigado pela natureza a receber as suas necessidades da sociedade, e também beneficiar a sociedade por meios de seu trabalho. Se um quebrar qualquer um destes dois preceitos, ele será punido sem misericórdia.

O preceito da recepção requer apenas pouca consideração pois a punição para ele é dada instantaneamente. Logo, nós nunca o iremos negligenciar. Porém, a punição para o segundo preceito, o de dar sobre a sociedade, não é cobrada instantaneamente. Ela em vez disso vem até nós indirectamente.

Consequentemente, este preceito não é mantido como deveria ser, e por isso, a humanidade está a ser frita numa macabra frigideira, e fome, ruína e seus descendentes não cessaram até então. É espantoso que a natureza, como um juiz competente, nos pune ao considerar nosso desenvolvimento. Afinal, nós vemos como à medida que a humanidade evolui, também a dor e sofrimento providenciadas para nossa vivacidade e bem estar aumentam.

Logo você tem perante si uma base empírica, cientifica, demonstrando que nós somos comandados por Sua orientação a manter o preceito de dar sobre nossos similares com nosso coração e alma em absoluta precisão. Nem um único membro entre nós trabalhará não menos que a medida requisitada para assegurar o sucesso da sociedade e sua felicidade.

Enquanto nós formos preguiçosos ao mantê-la na totalidade, a natureza irá continuar a punir-nos e a tomar vingança sobre nós. Além dos golpes com os quais nós somos golpeados nesta altura, devemos também tomar em conta a vivida espada desembainhada do futuro. Nós devemos tirar a conclusão certa, nomeadamente que a natureza irá derradeiramente nos derrotar, e nós seremos compelidos a manter Seus preceitos na completa medida requisitada de nós.

Um antagonista pode ainda afirmar que eu até então demonstrei apenas que um deve servir os seus similares, mas onde está a prova prática que um deve aderir a este preceito em prol do Criador? Certamente, a própria história se incomodou a si mesma em nosso favor, e nos preparou um facto inflexível, suficiente para uma completa avaliação e conclusões indubitáveis.

Nós podemos todos ver como tal grande sociedade como o estado da Rússia, com suas centenas de milhões e uma terra excedendo a do todo da Europa, com posses de matérias primas sem igual, concordou a levar uma vida comunitária, e aboliu efectivamente a propriedade privada. Cada um deles não tem qualquer outra preocupação a não ser o bem estar da sociedade, e eles adquiriram aparentemente a virtude de dar sobre seus similares no seu mais completo sentido, tão longe quanto a mente humana o pode alcançar.

Contudo, vá e veja o que foi deles: onde eles deveriam ter progredido e superado os países capitalistas, eles declinaram ainda mais baixo. Por agora, eles são incapazes de beneficiar as vidas dos trabalhadores sequer um pouco mais do que aqueles nos países capitalistas. Além do mais, eles não podem sequer assegurar seu pão diário e cobrir sua carne. Certamente, esta é uma verdade perplexa, pois julgando pela riqueza desse país e sua multidão de pessoas, um assume que ele não deveria ter chegado a isso.

Porém, há um pecado que esta nação cometeu o qual o Criador não vai perdoar: todo o trabalho precioso e sublime de dar sob seus similares que eles começaram a perseguir deveria ter sido em prol do Criador, não em prol da humanidade. Logo, porque eles o fizeram não em Seu nome, é-lhes negado seu direito a existir pela própria natureza.

Imagine se cada pessoa nesta sociedade estivesse tão ansiosa de manter o preceito do Criador na completa medida das palavras, “E tu irás amar o Senhor teu Deus com todo teu coração, e com toda tua alma, e com todo teu poder.” Imagine também como a essa extensão cada um estaria atento se prontificasse a satisfazer as necessidades e desejos de seus amigos na completa medida impressa nos humanos de satisfazer seus próprios desejos, como lá diz, “Ama teu amigo como a ti mesmo.”

Se o Criador tivesse sido o propósito de cada trabalhador neste trabalho pelo bem comum, e se o trabalhador esperasse se apegar ao Criador, à origem de toda a verdade, bondade, agradabilidade e gentileza através deste trabalho pela sociedade, não há dúvida que em poucos anos eles superariam em riquezas todas as nações do mundo juntas. Eles seriam capazes de utilizar as matérias primas no seu rico solo e seriam um exemplo para todas as nações; eles seriam considerados abençoados pelo Criador.

Todavia, quando o todo o trabalho em dar a seu similar é baseado somente no bem estar da sociedade, esta é uma base frágil, pois quem e o que faria um se esforçar pelo colectivo? É impossível esperar que qualquer tipo de poder motivador alguma vez derivasse de um principio seco e sem vida. Isto é verdadeiro para indivíduos evoluídos, e ainda mais para pessoas subdesenvolvidas.

Logo, nós somos enfrentados com a pergunta: Onde retirariam o agricultor ou o trabalhador o poder motivador a o promover para o trabalho, quando a medida de seu pão diário não aumentará ou diminuirá ao gastar a sua energia, e nenhuma recompensa e pagamento o enfrentam (Poder motivador: uma força, propósito. É a força operativa que coloca qualquer corpo em movimento e o providencia com sua ração de energia para o trabalho como o combustível faz numa máquina)?

É sabido aos cientistas da natureza que um não fará o mais ligeiro movimento sem uma força motivadora, isto é sem se beneficiar a si mesmo de alguma maneira. Por exemplo, quando um movimenta sua mão da cadeira para a mesa, é apenas porque ele pensa que com isto ele terá maior prazer deixando sua mão sobre a mesa. Tivesse ele não pensado assim, ele teria deixado sua mão sobre a cadeira imóvel pela duração da sua vida inteira; tanto o quanto mais considerando esforços maiores.

Se você venha a dizer que esta questão pode ser resolvida ao colocar supervisores sobre os trabalhadores, para punir os preguiçosos ao lhes retirar seu pão diário, Eu perguntarei então: “Diga-me por favor, onde iriam os supervisores eles próprios encontrar a força motivadora para trabalhar?” Ficando imóveis e observando sobre outras pessoas e motivá-las a trabalhar é também um grande esforço, talvez até mais que o próprio trabalho! Logo, parece como se um deseja ligar uma máquina sem a abastecer.

Então, eles estão naturalmente condenados à ruína. As leis da natureza irão puni-los pois eles não se adaptam a eles próprios a manter seus mandamentos, isto é a executar estas acções de dar sobre seus similares em prol do Criador, mantendo-o e através disto alcançar o propósito da criação, nomeadamente adesão com Ele.

Foi explicado que esta adesão vem ao trabalhador como um cada vez maior prazer abundante, à medida desejada de ascensão no reconhecimento de Sua verdade. Ele desenvolve-se até que um adquira o grande adorno implícito nas palavras, “nem o olho viu um Deus além de Ti.”

Imagine se o trabalhador e o agricultor tivessem este objectivo perante seus olhos enquanto eles trabalhavam pela felicidade da sociedade. Eles certamente não precisariam de supervisores sobre eles, pois eles teriam poder motivador suficiente que baste para grandes esforços, suficiente para elevar a sociedade a sublime elação.

Enquanto é verdade que compreender a questão de tal uma maneira quer grande cuidado e ordem fiável, é também claro ver que eles não têm direito a existir da perspectiva da obstinada, descomprometida natureza. Isto é o que eu queria demonstrar aqui.

Então, eu mostrei evidentemente da perspectiva do intelecto empírico, e através da própria história desdobrando perante seus olhos, que não há absolutamente cura para a humanidade excepto ao tomarem sobre si mesmos o mandamento da providência, nomeadamente dar sobre seu similar em prol de trazer contentamento ao Criador.

O acima deve ser feito ao espírito dos dois versos: “Ama teu amigo como a ti mesmo,” o atributo do trabalho em si mesmo. Isto significa que a medida do esforço de dar sobre seus similares pelo bem estar da sociedade deve ser não menos que a quantia impressa em um de cuidar pelas suas próprias necessidades. Além do mais, um deve colocar as necessidades do outro antes das suas próprias.

O segundo verso é “E tu irás amar o Senhor teu Deus com todo teu coração, e com toda tua alma, e com todo teu poder.” Este é o propósito que um deve ter perante seus olhos enquanto trabalhando pelo seu amigo. Isto significa que um opera e se esforça apenas para ser apreciado pelo Criador, como lá diz, e eles fazem Sua vontade.

“Se tu fores de boa vontade e obediente, tu comerás o bem da terra,” pois os pobres deixarão de ser, e cada torturado e explorado não será mais na terra; a alegria de cada pessoa elevar-se-há sempre subindo além medida e grau.

Contudo, enquanto você ainda recusa e não deseja vir ao interior do convénio do trabalho do Criador na mais completa medida, como explicado, então a natureza e suas leis encontram-se prontas para tomar vingança. Ela não nos irá deixar partir, como nós mostrámos evidentemente, até que ela nos derrote e nós aceitemos seu governo no que quer que ela nos diga.

Assim, eu apresentei perante si uma investigação prática e cientifica construída sobre uma inteligência experimental e critica, relativamente à necessidade de todas as pessoas de tomarem sobre si mesmas o trabalho do Criador com todo seu coração e com toda a sua alma e poder.

3.PRINCÍPIOS DA SOCIEDADE FUTURA

1. Comunismo é um ideal, ou seja ele é moral. O objectivo “de trabalhar de acordo com a sua habilidade e receber de acordo com as suas necessidades” testemunha isso.

2. Cada moral deve ter uma base que a precise; educação e opinião publica são uma base muito doentia, e a prova disso é Hitler.

3. Porque qualquer conceito da maioria é assegurado a triunfar, é desnecessário dizer que o levar a cabo do comunismo corrigido é pela maioria do público. Logo, eles devem estabelecer o nível moral da maioria do público. então, eles devem estabelecer o nível moral da maioria do público sobre uma base que irá necessitar e garantir que o comunismo corrigido nunca será corrompido. O predestinado ideal nos humanos é insuficiente, pois muito poucos o possuem, e eles são insignificantes em comparação com a maioria do público.

4. Religião é a única base assegurada a elevar o nível do colectivo ao nível moral de “trabalhar de acordo com a habilidade e receber de acordo com a necessidade.”

5. Comunismo deve ser afastado do conceito, “O que é meu é meu e o que é teu é teu”, que é regra sodomita, para o conceito, “O que é meu é teu e o que é teu é teu”, ou seja altruísmo absoluto. Quando a maioria do público aceitar esta regra de facto, será a altura de “trabalhar de acordo com a habilidade e receber de acordo com a necessidade.” o sinal seria que cada um deve trabalhar com um trabalhador contratado. Logo, até que maior parte das pessoas estiverem prontas a dar sobre seus similares, o regime de altruísmo comunista não deve ser estabelecido.

6. É proibido nacionalizar a propriedade antes que o público alcance este nível moral. A vontade colectiva não terá combustível para trabalhar antes que haja um factor moral confiável no público.

7. Se um é proibido de explorar os seus amigos, porque deve uma nação ser permitida a explorar suas nações companheiras? Que ocupação justifica uma nação a desfrutar da terra mais que outras nações? Desta forma, comunismo internacional deve ser fundado.

Pois existem indivíduos que foram privilegiados pela diligência, chance, ou herança de antepassados a uma maior quota que os negligentes, bem assim entre as nações. Então, porque deve a guerra aos indivíduos ser maior que contra nações?

Por outras palavras, que privilégio e propriedade das matérias primas da terra tem uma nação sobre as outras? Quem estabeleceu a lei da ocupação, especialmente se eles a alcançaram pela força de baionetas e espadas? Porque deve uma nação explorar outra se isto é injusto para cada individuo?

Numa palavra, é justo anular a propriedade privada, assim é justo para todas as nações, pois apenas então haverá paz na terra. Considere isto: se a posse e a lei da herança não transmitem direitos de propriedade ao individuo, porque deve isso ser transmitido a uma nação inteira? Também, tal como deve haver justa divisão entre os membros de uma nação, assim deve haver justa e igual divisão internacionalmente nas matérias primas, meios de produção e a propriedade acumulada de todas as nações.

Não devem haver diferenças entre brancos e pretos, civilizados e primitivos, tanto como entre indivíduos da mesma nação. Não deve haver qualquer discriminação entre indivíduos, uma nação, ou todas as nações do mundo. Enquanto existem diferenças, guerra não irá terminar.

8. O mundo inteiro é uma família. A estrutura do comunismo de acordo com a Torá deve derradeiramente rodear o mundo inteiro num padrão igual de vida para todos. Contudo, o processo real é um gradual. Cada nação cuja maioria aceita estes elementos básicos praticamente, e que já foi trazida a dar sobre seus similares e que tenha uma causa sólida para combustível, pode entrar na estrutura do comunismo internacional imediatamente.

Todas as nações que já se encontram sob a estrutura do comunismo internacional terão padrões iguais de vida. O excesso de uma rica ou diligente nação irá melhorar os padrões de vida de uma falhada ou pobre nação em matérias primas e meios produtivos.

9. As formas económicas e religiosas que garantem o comunismo serão uma para todas as nações. Isso significa que a forma religiosa de todas as nações deve primeiro obrigar seus membros a dar sobre seus similares na forma de “Ama teu amigo como a ti mesmo.” O direcção é que os dotados e sortudos não desfrutem da sociedade mais que os membros atrasados. Esta será a religião colectiva para todas as nações que virá sob a estrutura do comunismo, excluindo formas religiosas que não dizem respeito à vida económica.

Sobre outras questões de comportamento, cada terá a sua própria forma, que não deve ser alterada. Por outras palavras: excepto na questão de “Ama teu amigo como a ti mesmo,” cada nação pode seguir sua própria religião e tradição, e uma não deve interferir com outra.

10. As leis do colectivo, iguais para todas, religiões são as que se seguem:

A. Um deve trabalhar pelo bem estar das pessoas tanto quanto um pode e até ainda mais se necessário, até que não haja uma única pessoa com fome ou sede no mundo inteiro.

B. Um pode ser diligente, mas nenhuma pessoa desfrutará da sociedade mais que os atrasados. Haverá um igual padrão de vida para todas as almas.

C. Embora haja religião, sinais de devidas honras devem ser transmitidos de acordo com a religião; quanto maior o beneficio que um contribui para a sociedade, maior a decoração um receberá.

D. Abstenção de trabalhar diligentemente para beneficiar a sociedade irá induzir punição de acordo com as leis da sociedade.

E. Todo e cada um está comprometido ao trabalho de elevar cada vez mais altos os padrões de vida da sociedade mundial, para que todas as pessoas no mundo desfrutem de suas vidas e sintam mais e mais felicidade.

F. O mesmo se aplica para a espiritualidade, embora nem cada um esteja obrigado a se empenhar na espiritualidade mas apenas pessoas especiais, dependendo das necessidades.

G. Haverá uma espécie de supremo tribunal. Os que querem dedicar seu trabalho pela vida espiritual serão permitidos a o fazer por este tribunal.

11. O mundo não deve ser corrigido em questões religiosas antes que a correcção económica esteja garantida para o mundo inteiro.

12. Deve haver um programa detalhado de todas as supramencionadas regras e o resto das regras necessárias neste respeito. Qualquer um que venha sob a estrutura do comunismo deve fazer um voto de manter tudo isto pois Deus assim o mandou. No mínimo dos mínimos um deve empenhar-se a ensinar as suas crianças que Deus assim mandou.

Os que dizem que o ideal não é suficiente para eles devem ser aceites e testados. Se assim é, eles podem ser aceites. Porém, eles devem ainda assim prometer não passarem suas maneiras heréticas a suas crianças, mas entregá-las aos educados no estado. Se um não aceitar nenhuma destas, ele não deve ser aceite, pois ele arruinará os esforços de seus amigos e ele perderia mais que ganharia.

13. Primeiro, deve haver um pequeno estabelecimento cuja maioria serão altruístas da maneira acima. Isso significa que eles irão trabalhar tão diligentemente como trabalhadores contratados, dez a doze horas por dia e mais. Todo e cada um irá trabalhar de acordo com sua força e receber de acordo com suas necessidades.

Ele terá todas as formas do governo de um estado. Desta forma, mesmo se a estrutura desta instituição contiver o mundo inteiro, e o governo da força bruta for revogado, nada precisará de ser mudado, tanto em governo como trabalho.

Esta instituição será como um ponto focal global com nações e estados rodeando-a até aos mais longínquos cantos do mundo. Todos os que entrarem nesta estrutura de comunismo terão a mesma agenda e a mesma liderança que o centro. Eles serão como uma nação em lucro, em perda e em despesas.

14. É absolutamente proibido que qualquer um da instituição se volte a qualquer um dos estabelecimentos do regime da força bruta. Todos os conflitos são para serem resolvidos entre eles mesmos, isto é entre as partes interessadas. A opinião pública, que condena o egoísmo, irá condenar os culpados por explorarem a honradez seu amigo.

15. O Comunismo Altruísta irá finalmente anular o regime da força bruta completamente, pois “cada homem fez o que era certo aos seus próprios olhos.” Não nos deve surpreender, pois seria inacreditável que as crianças poderiam ser educadas por explicação, mas apenas através do bastão. Contudo, hoje, maior parte das pessoas aceitaram isso e reduziram a regra forçosa sobre crianças.

Em respeito a crianças que não têm nem paciência nem conhecimento, mas é tanto o quanto mais em respeito a um colectivo de pessoas educadas, conhecedoras, educadas no altruísmo. Elas certamente não precisarão do regime da força bruta. Certamente, não há nada mais humilhante e degradante para uma pessoa que estar sob o regime de força bruta.

Até tribunais não serão necessários, a não ser que certo acontecimento incomum ocorra, quando os seus próximos não influenciarem um individuo excepcional. Nesse caso, pedagogos especiais serão necessários para voltar essa pessoa à volta através de argumentação e explicação do beneficio da sociedade, até que essa pessoa seja trazida de volta à linha.

Se um é teimoso, e tudo isso é em vão, então o público irá afastar-se dessa pessoa como se de um exilado, até que essa pessoa reingresse com as regras da sociedade. Caso contrário, ela pode corromper outros da sociedade também.

Acontece que depois de haver um grupo estabelecido sobre o Comunismo Altruísta, com a maioria das pessoas que activamente tomaram estas regras sobre si mesmas, eles irão imediatamente decidir não trazer cada um a qualquer tribunal, agência governamental ou qualquer tipo de força, em vez disso tudo será feito por gentil persuasão. Então, nenhuma pessoa é a ser aceite na sociedade antes que ela seja testada para ver se ela é tão bruta que não possa ser educada para o altruísmo.

16. É um facto que os Judeus são odiados por maior parte das nações, e são feitos poucos por elas. É verdade para os religiosos, os seculares e os comunistas. Não há conselho para isso excepto trazer a verdadeira ética altruísta para o coração das nações.

17. Se você vivesse numa ilha de selvagens que você não trás à lei e ordem excepto através da religião, duvidaria então você dela e deixa-los-ia destruírem-se uns aos outros? É o mesmo com o altruísmo: eles são todos selvagens e não há conselho que eles aceitem se não através da religião. Quem hesitaria abandoná-los a se destruírem uns aos outros com bombas de hidrogénio?

18. Existem três rudimentos para a expansão da fé:

1) Satisfação de Desejos;

2) Prova;

3) Circulação.

A. Satisfação de Desejos: Em cada pessoa, até secular, há uma desconhecida centelha que exige unificação com o Criador. Quando ela desperta, ela por vezes desperta um para conhecer o Criador, ou O negar, que é o mesmo. Por outras palavras, negar Deus vem também dessa centelha, pois sem ela, um não teria sentimentos sobre Deus ou que se parecesse. Em vez disso as pessoas viveriam sem quaisquer pensamentos do Criador, bons ou maus.

Se alguém gerar a satisfação do desejo nessa pessoa, ela irá concordar com tudo. A isso nós devemos acrescentar considerando a imortalidade da alma, a recompensa no mundo vindouro, a glória do individuo e a glória da nação, isto é que um será o orgulho da nação.

B. Prova: Não há existência para o mundo sem ela, tanto o quanto mais num tempo de bombas atómicas.

C. Circulação: Se feita diligentemente, pode também substituir a prova. Então, pessoas devem ser contratadas para circular as palavras acima no público. Por propósitos de expansão e circulação, o sofrimento, pobreza, corrupção e guerra devem ser mencionados, assim como as viúvas e os órfãos no mundo, buscando salvação.

Não há remédio para eles excepto no Comunismo Altruísta. Em tal estado as pessoas não irão achar tão difícil a dedicarem a sua vida inteira a ele, para as salvar da ruína e dores terríveis. É tanto o quanto mais com os jovens, cujos corações não foram estupificados por suas próprias carências. Estes irão certamente apoia-lo com todo seu coração e alma.

19. Devido à cobiça por posses, é impossível que o Comunismo Altruísta venha a não ser que o Comunismo Egoísta venha primeiro, como todas as sociedades que desejaram estabelecer o Comunismo Altruísta mostraram, antes do Marxismo. Contudo, agora que um terço do mundo já estabeleceu seus rudimentos sobre um regime Comunista Egoísta, é possível começar a estabelecer um Comunismo Altruísta baseado numa fundação religiosa.

20. É importante fazer tal uma correcção, que nenhuma pessoa venha a exigir suas necessidades da sociedade. Em vez disso, haverão pessoas seleccionadas que irão examinar as necessidades de cada um e providenciar para toda e cada pessoa. Opinião pública irá denunciar um que reivindique algo para ele mesmo, tal como a um ladrão e canalha de hoje.

Logo, os pensamentos de cada um serão devotados a dar sobre seus similares, como é a natureza de qualquer edificação que o cultive, até antes que um sinta as suas próprias necessidades.

Tudo isto é baseado sobre esse facto que nós vemos que nós somos como qualquer outro animal no nosso consumo. Também, cada acção desprezível deriva do consumo. Por outro lado, nós vemos que todas as boas e alegres acções no mundo vêm da propriedade de dar sobre os similares de um.

Então, nós devemos rejeitar pensamentos parcimoniosos de consumo para o eu, e encher nossas mentes com pensamentos de dar sobre nosso similar, que é possível na maneira acima. Nós devemos recordar-nos que se nós queremos saltar sobre uma mesa, nós devemos preparar-nos a nós mesmos para saltar muito mais alto que a mesa, e então iremos aterrar na mesa. Contudo, se nós queremos saltar apenas tão alto como a mesa, nós iremos cair.

21. Admitidamente, o Comunismo Egoísta é senão um passo no caminho, uma espécie de “De Lo Lishma a Lishma” (de não em Seu Nome para por Seu Nome). Mas eu digo que o tempo para a segunda fase, nomeadamente Comunismo Altruísta, chegou.

Primeiro, ele deve ser estabelecido num país, como modelo. Depois disso os países na primeira fase irão certamente aceitá-lo. O tempo é fugidio, dado que as carências e força bruta usada no Comunismo Egoísta, detêm maior parte do mundo cultural deste método por completo.

Logo, o mundo deve ser apresentado ao comunismo perfeito, e então maioria dos países civilizados no mundo irão indubitavelmente o aceitar. É de grande preocupação que o imperialismo venha a abolir o comunismo do mundo, mas se o nosso método perfeito venha na realidade a ser publicitado, o imperialismo será certamente deixado sem rei e sem exércitos.

22. Claramente, nenhuma vida social estável e adequada é possível excepto quando controvérsias entre membros da sociedade são resolvidos pela maioria. Segue-se desta forma que não pode haver um bom regime numa sociedade a menos que a maioria seja boa. Uma boa sociedade significa que a maioria nela é boa, e uma má sociedade significa que a maioria dela é má. Como eu disse acima, o comunismo não deve ser estabelecido antes que a maioria das pessoas operem com um desejo de dar.

23. Nenhuma circulação pode assegurar um governo coercivo sobre gerações futuras, e nem a opinião pública nem a edificação irão ajudar neste caso, pois elas enfraquecem naturalmente, em contraste à religião, que fortalece naturalmente. Nós vemos da experiência que as nações que aceitaram a religião inicialmente coerciva e compulsivamente, as observam voluntariamente na seguinte geração. Além do mais, elas são dedicadas e devotas a ela..

Nós devemos compreender que embora os pais tomaram sobre si mesmos o comunismo porque eles eram idealistas, não há garantia que suas crianças os venham a seguir neste regime. Desnecessário é dizer, que se os pais adoptaram o comunismo por coerção, como é a maneira no Comunismo Egoísmo, ele não irá aguentar durante gerações, mas irá ser derradeiramente ser dominado e revogado. Um regime não pode ser imposto excepto através da religião.

24. Quando eu digo que o regime comunista não deve ser instituído antes que haja uma maioria altruísta, eu não pretendo dizer que eles serão voluntariamente idealistas. em vez disso, que eles venham a mantê-lo por razões religiosas, em acréscimo à opinião pública. Esta coerção é uma que irá durar por gerações, pois religião é o principal compulsor.

25. Mentirosos são os que dizem que idealismo é um traço humano natural ou um resultado da educação. Em vez disso, ele é um descendente directo da religião. Enquanto a religião não se expandiu tão largamente no mundo, a maioria do mundo era barbara sem quaisquer dores de consciência.

Contudo, depois dos obreiros de Deus terem proliferado, os descendentes dos agnósticos tornaram-se idealistas. Logo, o idealismo mantém os mandamentos de seus pais, mas este é um mandamento órfão, isto é se um mandamento. Caso a religião seja terminada do mundo, todos os governos irão torna-se 'Hitlers'; nada impedirá o seu caminho.

A diferença entre religiosos e idealistas é que as acções de um idealista são infundadas. Ele não pode explicar convincentemente a qualquer pessoa porque prefere ele justiça e quem necessita dela. Talvez seja apenas pela fraqueza do coração, como o filosofo Nietzsche afirmou. Essa pessoa não teria uma única palavra de sentido para proferir, e é por isso que Hitler e Stalin os dominam. Contudo, os religiosos irão audaciosamente responder que este é o mandamento de Deus e dariam sua alma por ele.

26. Comunismo Altruista é uma coisa rara para o espirito humano. Consequentemnete, quão mais nobre a nação, nomeadamente a nação de Israel, deve tomar sobre si mesma a dar o exemplo para o mundo. Isto é assim pois nós somos melhor qualificados que todas as outras nações, não porque somos mais idealistas que elas, mas porque nós sofremos mais que todas as outras nações. Por essa razão nós estamos mais preparados que elas para buscar conselho para acabar com a tirania da terra.

Judiaria deve dar às nações algo novo; é isso que elas esperam do retorno de Israel à sua terra. Não são outros ensinamentos, pois nisso nós nunca inovámos e fomos sempre seus discípulos. Em vez disso, é a sabedoria da religião, justiça e paz. Nisto, maioria das nações são nossas discípulas, e esta sabedoria é atribuída apenas a nós.

27. A nação está em perigo pois cada pessoa irá fugir para outro lugar antes que a economia esteja estabilizada. Nem cada um irá suportar a provação enquanto eles podem viver confortavelmente em outros países ricos. Eles irão correr lentamente da dor até que não haja um numero suficientemente grande para ser chamado um estado, e eles serão engolidos entre os Árabes.

É tanto o quanto mais com os Kibbutzim. Sua inteira existência é construída sobre o idealismo, que irá naturalmente diminuir em futuras gerações, pois ideais não são hereditários, e eles serão indubitavelmente arruinados primeiro.

No método do Comunismo Altruista, o ideal irá brilhar para cada pessoa, providenciando suficiente causa para suportar o sofrimento. Eles serão também capazes de controlar suas almas e reduzir seu padrão de vida quando necessário. Também, eles serão capazes de trabalhar arduamente para assegurar a estabilidade da economia do estado.

Além do mais, a recolha das colheitas dos exilios irá continuar de todos os países pois a preocupação e a luta pela sobrevivência em outros países irá motivá-los a voltar pacifica e justamente para sua terra.

28. Se todos de Israel adoptarem esta religião, será possível reconstruir o Templo, e restaurar a glória antiga. Isto certamente provaria a todas as nações que Israel tem razão em voltar à sua terra, até aos Árabes. Contudo, um retorno secular, tal como hoje, não impressiona as nações ou que se pareça; há uma preocupação que eles venham a vender sua independência para satisfazer suas necessidades, tanto o quanto mais relativamente à restituição de Jerusalém.

29. Qualquer método prático também precisa de nutrição idealista sobre o qual contemplar, isto é filosofia. Relativamente a isso, há uma completa e pronta filosofia, embora ela seja direccionada apenas para os lideres, isto é os ensinamentos da Cabala.

30. A liberdade do individuo deve ser mantida enquanto ela não seja prejudicial para a sociedade. Contudo, o que deseja partir em favor de outra sociedade não deve ser detido de qualquer maneira, mesmo que isso seja prejudicial para a sociedade, embora isso deva ser feito de tal maneira que a sociedade não seja arruinada completamente.

4.SUMÁRIO

A vontade de receber impressa em cada criatura está em disparidade de forma do Criador. Por essa razão a alma foi separada dela como um órgão decepado do corpo. A disparidade de forma na espiritualidade é como um decepador machado na corporalidade.

É desta forma claro que o que o Criador quer de nós é equivalência de forma, em tal altura nós nos apegaremos a Ele uma vez mais, como antes de sermos criados. Nossos sábios disseram, “Apega-te às Suas características; como Ele é misericordioso, tu também sê misericordioso.”

Ao mudarmos nossas características, que são primariamente a vontade de receber, e adoptando os traços do Criador, isto é apenas de dar, todas nossas acções serão para fazer bem a nossos similares e beneficiarmos todos os que pudermos. Logo nós alcançamos o objectivo “te apegues a Ele,” que é equivalência de forma.

O que um faz para si mesmo por necessidade, isto é o mínimo necessário para sustentar sua família, não é considerado disparidade de forma, pois “necessidade é nem condenada ou louvada.” Esta é a grande revelação que irá aparecer pleno apenas nos dias do Messias. Quando este ensinamento for aceite alcançaremos completa redenção.

Eu já disse que existem dois caminhos para revelar a perfeição: o caminho da Torá e o caminho da dor. Então, o Criador sucedeu e deu à humanidade a tecnologia, até que eles tivessem inventado o átomo e as bombas de hidrogénio.

Se a completa ruína que elas estão destinadas a trazer é ainda não evidente ao mundo, então eles podem esperar por uma terceira guerra mundial, ou uma quarta e assim por diante. As bombas farão o seu trabalho e os restos mortais depois da ruina não terão outra escolha a não ser tomarem sobre si mesmas este trabalho, “que ambos o individuo e a nação não trabalharão para si mesmos mais do que é necessário para seu sustento, e tudo o resto eles irão fazê-lo pelo bem dos outros.” Se todas as nações do mundo concordarem com isso, então as guerras não serão mais no mundo, pois nenhuma pessoa estará preocupada com seu próprio bem ou que se pareça, mas apenas com o bem dos outros.

Este ensinamento de equivalência de forma é o ensinamento do Messias. Diz-se sobre isso, “Mas no fim dos tempos virá a passar-se, E muitas nações irão e dizer: 'Venham, e vamos subir até à montanha do Senhor, e para a casa do Deus de Jacó; e Ele irá ensinar-nos Suas maneiras, e nós iremos percorrer Seus caminhos'; pois de dentro de Sião avançará a lei, e a palavra do Senhor de Jerusalém. E Ele irá julgar entre muitas pessoas, e irá decidir considerando poderosas nações de longe…” (Micá 4).

Segue-se que o Messias irá ensiná-los o trabalho de Deus em equivalência de forma, que é o ensinamento e a lei do Messias. “E Ele irá julgar entre muitas pessoas,” isto é que Ele irá provar-lhes que se eles não tomam sobre si mesmas o trabalho de Deus, todas as nações serão destruídas por guerras.

Mas, se elas aceitarem Seus ensinamentos, então diz-se então, “e eles bateram suas espadas em arados, e suas lanças em foices; nação não levantará espada contra nação, nem aprenderão elas mais a guerra.” Logo, se nós seguirmos o caminho da Torá e aceitarmos Seus ensinamentos, é preferível.

Se nós não o fizermos, então nós percorreremos o caminho da dor, ou seja guerras irão romper com bombas atómicas e de hidrogénio, e todas as nações do mundo irão buscar um caminho para longe da guerra. Então elas virão para Jerusalém, até ao Messias, e Ele irá ensinar-lhes esta lei.
Texto original em inglês:
Construindo a Sociedade Futura, Rav Yehuda LeiB HaLevi Ashlag (O Baal HaSulam)