Páginas

Vídeos sobre a Cabala

Loading...

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Conecte-se à Nova Geração – Congresso Mundial de Cabalá


large world congress banner
CONGRESSO MUNDIAL DE CABALÁ 2010
CONECTE-SE À NOVA GERAÇÃO

Um evento único ocorrerá de 22 a 24 de janeiro de 2010. O Congresso Mundial de Cabalá reunirá o mundo inteiro pela primeira vez na história da humanidade!

O local central deste congresso mundial será em Roma, Itália, que transmitirá palestras e eventos para todo o mundo, permitindo que todos façam parte deste evento histórico.
O congresso será transmitido ao vivo através dos sites www.kab.tv /eng (inglês) e www.kab.tv /eng (espanhol), direto da Itália.

Clique aqui para obter informações (em inglês).

Visite o Site do Congresso Mundial (em inglês) para obter informações sobre congressos regionais que ocorrerão simultaneamente ao redor do mundo, para apoiar o Congresso na Itália.

Sem espaço! Milhares de pessoas se reunirão ao mesmo tempo em pelo menos 40 países!
Sem tempo! Em poucos minutos, as pessoas terão a experiência de toda uma geração!
Sem diferenças! Todos terão oportunidade de perceber o poder da unidade!

Ao participar do Congresso, você descobrirá que nunca esteve sozinho no mundo. Você se abrirá para a possibilidade de estar junto a todos. Você sentirá todos, mesmo aqueles que parecem tão diferentes, como um “Eu” unido. Você absorverá o poder da “unidade” do mundo. Faça um mundo melhor e mais amável. Veja a humanidade em sua perfeição!

Programa do Congresso:
  • Palestras do professor de Ontologia, diretor da Academia Internacional de Cabalá, Dr. Michael Laitman, PhD;
  • Seminários e Debates;
  • Noites Culturais (danças e canções emocionantes, performances teatrais e concursos interessantes);
  • Festas Cabalísticas;
  • Jogos para crianças e adultos.
Abra seu coração e vá a qualquer parte do planeta onde os amigos esperam por você! Junte-se à nova geração!

 PROGRAMA  DO CONGRESSO VIRTUAL


SEXTA-FEIRA (22-01-10)
  3:00                           PREPARAÇÃO PARA AULA
  3:00 AS 6:00             AULA MATINAL
11:00 AS  13:00          INSCRIÇÃO
13:00 AS 14:00           ALMOÇO
14:00 AS 15:00           INSCRIÇÃO CONTINUA
15:30 AS 15:50           CERIMÔNIA DE ABERTURA
15:50 AS 16:00           PREPARAÇÃO PARA 1ª.AULA
16:00 AS 17:30           PRIMEIRA AULA
17:30 AS 17:45           INSTRUÇÕES
17:45 AS 18:15           PAUSA
18:15 AS 19:15           SEMINÁRIO-CONFRATERNIZAÇÃO
19:15 AS 19:45           PAUSA
19:45 AS 20:45           JANTAR
20:45 AS 21:30            PAUSA
21:30 AS 22:30           1ª NOITE CULTURAL –ITALIA
22:30 AS 23:00           ENCERRAMENTO

SÁBADO (23-01-10)     
 8:00  AS    9:00             CAFÉ
9:00   AS     9:15             PREPARAÇÃO PARA 2ª.AULA
 9:15  AS    11:00            SEGUNDA AULA
11:00  AS   11:30            PAUSA
11:30  AS  12:30             SEMINÁRIO 2- AULA MATINAL
12:30  AS   13:00            PAUSA
13:00  AS  14:00             ALMOÇO
14:00  AS  14:30             PAUSA –SEMINÁRIO 3
14:30  AS  15:15            SIMULAÇÃO DE INTEGRAÇÃO
                                        COM  OS NOVOS CONVIDADOS
15:15  AS  15:30             PAUSA
15:30  AS  16:30             YESHIVAT HAVERIM – ISRAEL
16:30  AS  17:00             PAUSA
17:00  AS  17:15             PREPARAÇÃO PARA 3ª.AULA
17:15  AS  18:45             TERCEIRA AULA
18:45  AS  19:00             PAUSA
19:00 AS  20:00              JANTAR
20:00  AS  20:45             PAUSA
20:45  AS  21:45             NOITE CULTURAL  2 – ITÁLIA
21:45  AS  22:15             ENCERRAMENTO

DOMINGO (24-01-10)
 8:00   AS    9:00             CAFÉ
 9:00   AS    9:15              PREPARAÇÃO PARA 4ª.AULA
 9:15   AS   11:00             QUARTA AULA
11:00  AS   11:45             FOTO DO GRUPO – PAUSA
11:45 AS   12:15               APRESENTAÇÃO DA DISSEMINAÇÃO DO BB
12:15  AS  12:45             PAUSA
12:45  AS  14:00            ALMOÇO
14:00  AS  15:00           YESHIVAT HAVERIM – ISRAEL 

Tenha em mente que os horários acima mencionados estão de acordo com o horário
da Itália. Para ter idéia de como os horários estarão de acordo com o da sua cidade,
visite o site http://www.timeanddate.com/worldclock/results.html?query=italy
Por exemplo, se agora, na sua cidade são duas da tarde, na itália pode ser cinco da tarde.



domingo, 17 de janeiro de 2010

Todo o Nosso Trabalho é para Desenvolver o Desejo

 
 No mundo corpóreo trabalhamos sobre a realização,  enquanto no mundo espiritual, trabalhamos com o desejo. Isso nos confunde se não estivermos habituados a isso. Portanto, sem sentir o desejo, deixamos o trabalho espiritual, pensando: “Se eu não quero isso, por que ir em frente com ele?”
Nós não entendemos que a única coisa que precisamos para atingir é a oração que antecede a oração, o desejo de adquirir o desejo. Esta é a coisa mais importante. Nós nunca devemos nos preocupar com a satisfação. As realizações são o nosso futuro grau e elas sempre existem. Elas já estão lá, esperando por nós para desejá-las e tornar-se pronto para atingi-las.


Revelamos O Livro do Zohar pelo entendimento de que só precisamos do desejo. Assim que adquirimos o desejo através de nossos estudos, que serão preenchidos de imediato.

Aproximando-se um livro de Cabala, estudo e qualquer ação espiritual, não ter desejo é normal, isso acontece dessa forma, quando todos começam. O despertar que uma pessoa recebe no início é dado a ela a fim de trazê-la para o lugar certo para que ela tenha a oportunidade de esclarecer tudo para si mesma. No entanto, após isso, ela é deixada sozinha e já não é despertada de cima, porque o nosso trabalho todo é só para desenvolver o desejo, o vaso (Kli).

Percebendo a Realidade com as Lentes do Zohar

adviceNo “Prefácio ao Livro do Zohar”, o Baal HaSulam escreve que embora pareça a mim que tudo ocorra externamente, perante meus olhos, qualquer pessoa razoável sabe que todas estas imagens existem apenas dentro do cérebro. Quando me apercebo disto, eu estou pronto para começar a abordar os assuntos falados pela ciência Cabalística.

A falta desta realização é a razão pela qual O Livro do Zohar está oculto de nós e porque não sabemos como abrí-lo ou lê-lo. É porque a chave para compreendê-lo reside em termos a percepção correcta da realidade. O Livro do Zohar deve ser abordado apenas ao imaginar as descrições dentro de mim mesmo. A terminologia, sons, mundos, objectos espirituais, almas, e relacionamentos são todos noções dentro de mim. Isto é particularmente verdadeiro quando consideramos os parâmetros da percepção da realidade: mundo, ano, e alma – todos os quais estão acima do tempo, espaço e movimento.

Se eu percebo o texto como um padrão de desdobramento das relações entre forças e qualidades dentro de mim, eu gradualmente revelarei estados internos cada vez mais profundos. Então ficará claro que esta realidade externa não é realmente verdadeira, mesmo que o pareça a mim. Eu só a percebo como existindo fora e independente de mim.

É minha atual tolice pensar que eu não crio esta realidade, pensando de forma errada que ela se revela diante de mim por si só, tendo existido antes do meu nascimento e ter ceteza que existirá depois da minha morte. Eu tenho que tentar mudar todas essas crenças, de forma a compreender o que O Zohar quer explicar-me.
A chave e a entrada ao livro do Zohar reside precisamente em transportar tudo para dentro de mim mesmo, de acordo com o principio: “Uma pessoa é o mundo inteiro”. Eu posso dizer se o meu estudo é correcto ou não ao verificar: Quanto espero eu sentir e revelar todo o meu futuro dentro de mim?

Os Quatro Estágios da Realização

historynowAs crianças são um grande exemplo para nós seguirmos, porque elas têm energia infinita e aspiração para aprender sobre este mundo. Elas não se cansam de jogar o mesmo jogo centenas de vezes, e não se importam com nada; a coisa mais importante para elas é fazer algo, o tempo todo, mesmo sem pensar. A mente vem depois das sensações.
Da mesma forma, assim que você entrar no mundo espiritual, você entenderá tudo. No entanto, se você tentar entendê-lo primeiro, isso não será possível, porque a mente não pode preceder as sensações.
A realização mental é o último grau depois que todas as sensações sensoriais forem alcançadas:
  • Estágio 0 (Bechina Shoresh) é quando eu começo a sentir alguma coisa.
  • Fase 1 (Bechina Alef) é quando eu começo a entender um pouco.
  • Fase 2 (Bechina Bet) é quando eu aprendo a razão para tudo – que tudo vem do Criador.
  • Fase 3 (Bechina Gimel) é quando eu me torno semelhante a Ele e entendo que tipo de relação existe entre nós.
  • Fase 4 (Bechina Dalet) é quando eu sei, compreendo e sinto todas as causas e consequências; assim, eu alcanço a Sua mente.
O nosso desenvolvimento ocorre de acordo com estes quatro estágios, mas começa com a sensação de algo pela primeira vez. Até que sintamos algo, a mente só nos atrapalhará, porque nós só usaremos a mente egoísta deste mundo.

Quão Preparado Você Está Para o Próximo Nível?

Every Person Has to Find His Own TeacherO Livro do Zohar, capítulo VaYishev, Item 125: Qualquer um que tenha mergulhado na Torá neste mundo é recompensado em se empenhar nela no mundo vindouro.
Isto nos fala sobre dois níveis ou dois estados do desejo. No nosso mundo nós existimos apenas numa única qualidade: o desejo de receber ou de sermos satisfeitos para nosso próprio benefício. No mundo espiritual nós também existimos no desejo de receber, mas não o utilizamos. Lá, a nossa intenção é de “doar em prol da doação”, Hafetz Hesed, também conhecida como o desejo de receber para o benefício dos outros.

O desejo sempre permanece, visto que ele foi criado pelo Criador. Este é o elemento fundamental e invariável da criação. Contudo, ele pode ter duas intenções diferentes. A intenção de usá-lo para nós mesmos é a intenção natural com a qual nascemos, através da qual percebemos este mundo. A intenção espiritual e corrigida, na qual percebemos o Mundo Superior, é a intenção de usá-lo para o benefício dos outros.
O nosso desenvolvimento espiritual ocorre quando o nosso desejo corrupto evolui, mas nós corrigimos a nossa intenção de “para o meu próprio benefício” para “para o benefício dos outros”. Assim, nós continuamente descobrimos novos estados dentro da nova intenção. Os nossos desejos precisam mudar, para que tenhamos a oportunidade de mudar as nossas intenções em relação a eles. Nós não temos acesso aos desejos em si, pois estes são a matéria fundamental e não estão em nossas mãos.

O Criador Combate Nossa Guerra Por Nós

 

O Livro do Zohar, Capítulo “Shmini” (“No Oitavo Dia”), item 25: A linha direita e a linha esquerda são misericórdia e julgamento. Aqueles que aspiram ao Criador vão pela direita, enquanto os adoradores de ídolos vão pela esquerda. Ele que aspira ao Criador, mesmo que ele peque e se renda, permanece no lado direito, sem conexão com o esquerdo ou mesmo sem estar misturado a ele. “Pois quando o direito ascende, ele que está preso a ele ascende e é exaltado por ele.
Então, o lado esquerdo obedece, e todos aqueles que andam a seu lado, como está escrito: “Sua mão direita, o Criador, extermina o inimigo”. 

Não deveríamos nos focar na linha esquerda, porque se começamos a fazer isso, iremos analisar nossos desejos e parecerá que estamos fazendo discernimentos e na realidade nos opondo a nossas qualidades perversas. Mas, na verdade estamos misturando-nos com eles, e isso não é bom.

Devemos tentar ignorá-los como se não existissem. Não deveríamos desejar negociar com eles, mas somente aspirar pelo lado direito. Quando aspiramos á meta espiritual, à adesão com o Criador, O Nível Superior, doação, então sua luz vai nos corrigir e às nossas qualidades egoístas, o lado esquerdo.

Dicas Sobre Onde Procurar Por Ele

 
  A cada novo momento no tempo, um novo Reshimo danificado entra em nós e nossa tarefa é a de corrigir o mundo que existe dentro de nós. Para nos ajudar a fazer isso, o Zohar foi escrito para ser um manual de instruções. Nós só temos que ler e pesquisar as propriedades que nos informam acerca da nossa internalidade. Temos que traduzir tudo o que está escrito no Zohar nos nossos desejos e as relações entre eles. O livro inteiro é sobre isso, e é assim que ele foi escrito.

A Torá e todos os outros livros sagrados são escritos da mesma forma, porque eles também foram escritos por aqueles que sentiram a espiritualidade. No entanto, o Zohar foi escrito com habilidade excepcional; seus autores sabiam como explicar cada detalhe e minuto para nós. Ele nos ensina como trazer a nossa imagem externa do mundo em nós mesmos. Este é o nosso trabalho.


Quando fazemos isso, o mundo inteiro vai começar a despertar, também, porque estamos todos conectados. Se algumas pessoas ainda não sentem essa interligação, então é temporário. É como acordar pela manhã com a perna que ainda está dormindo. Você é incapaz de sentir isso, mas aos poucos você começa a recuperar os sentidos da sua perna. O mesmo é verdadeiro para o resto do mundo.

O grupo cabalístico é um conjunto de desejos que existem fora de mim e me apóiam no meu objetivo de ligar as minhas partes externas e internas em conjunto. O grupo me ajuda por tentar entrar dentro de mim, me empurrando de fora para retornar para dentro de mim. Atuamos em conjunto, porque o grupo está pronto para se tornar uma pessoa com um coração – juntamente comigo.

É como se esta peça  “externa” movesse em minha direção por si só. Esses desejos parecem estranhos para mim, mas quanto mais eu quero senti-los como meus, que por sua vez, se aproximam de mim. Enquanto isso, o criador está escondido dentro desses desejos, fazendo-os parecer estranho para mim, a fim de forçar-me a procurar e reconhecê-lo dentro desses desejos.

Somente a Luz Fornece Todas As Respostas


Don't Look for Love In This WorldUma pergunta que recebi:
O que devemos pensar enquanto lemos O Livro do Zohar de forma a nos tornarmos mais sensíveis a ele?

A Minha Resposta: Na verdade, eu não tenho as respostas a nenhuma das suas perguntas, porque todas as respostas são fornecidas pela Luz que Corrige. O meu trabalho é apenas tentar dirigi-lo para esta Luz.

Algumas pessoas perguntam-me sobre a sensação, imaginando, “Onde eu posso obtê-la?”. Outras perguntam sobre a mente, “Quando devemos ou não usá-la?” Outras pessoas fazem-me perguntas como, “Quando eu começarei a ver e a sentir tudo o que estudamos? Porque agora eu me sinto de uma maneira, e mais tarde sinto-me diferente?”. A resposta é que eu não tenho as respostas a estas perguntas – e eu também não devo tê-las. Uma resposta é uma manifestação da Luz dentro da pessoa; é o estado corrigido da pessoa que se encontra contrário à pergunta – o seu estado prévio, não corrigido.

A pessoa deve ter apenas uma preocupação, “Estou eu dirigido para o raio de Luz chamado a Luz que Corrige, para que ele brilhe sobre mim?”. A pessoa não deve pensar em preencher a sua sensação e mente com respostas a qualquer outras perguntas além da pergunta singular sobre a Luz que Corrige. Casualmente, é por isso que o Baal HaSulam irozinava os “Cabalistas de Jerusalém” que conheciam O Livro do Zohar de cor, mas rejeitavam a sua essência interna.

Reis Bíblicos: Mito ou Realidade?

texts1[1] 
 Nas Noticias (do The TimesOnline): “Evidências dos Reis David e Salomão”. Em seu novo livro, o Professor Eric Cline registra que até 15 anos atrás não havia referência documentaria extra-bíblica sequer da Casa de David como governante na Judeia. “… ainda nos faltam quaisquer inscrições contemporâneas ou quase-contemporâneas que mencionem Salomão: neste momento nós não temos nenhuma”, diz o Professor Cline . “Além do mais, há ainda pouquíssima evidência arqueológica da existência de David”.

Meu Comentário: Essa notícia é um exemplo brilhante de como a mídia gosta de apresentar tudo de forma sensacionalista: “Ainda há pouqíssima evidência arqueológica da existência de David”, assinado pelas autoridades cientificas.

Pela mesma razão, a palavra “ciência” é geralmente usada pelos amadores em especulações, teorias e pressuposições que não são baseadas em fatos. De maneira similar, os filósofos queriam apresentar Moshe de Leon, que viveu no século XI a.C., como o autor do Zohar – e assim, ele se tornou o seu autor.
Contudo, durante milénios, os Cabalistas sabiam que O Zohar foi escrito por Rasbhi, como é mencionado muitas vezes no próprio  Zohar. É uma pena que nenhum desses filósofos sequer o tenha lido…

Você Sabe Que Há Uma Crise Quando a Industria Pornográfica é Atingida


Does Charity Really Help AnyoneNas Noticias (da CNN):
“Tempos difíceis para a industria pornográfica”. Antes da recessão, a indústria pornográfica nos Estados Unidos valia cerca de 6 biliões; agora, estimativas de novas produções diminuíram em até 50 por cento.

Meu Comentário:
Isto acontece porque os desejos sexuais das pessoas são menos importantes que os desejos por comida. Aparentemente, a crise reduz o valor destes desejos e a importância de preenchê-los diante de ameaças maiores.

Fadiga É Falta de Desejo





Às vezes as pessoas vêm para a aula (lição) com o que parece ser a fadiga. Mas não é cansaço. Como Rabash disse: “Se alguém lhe dissesse que sua casa estava pegando fogo, você poderia saltar e correr!” Portanto, isso não é cansaço, mas apenas uma falta de desejo. Quando as pessoas sentem que elas não entendem ou sentem o material, como se estivessem em uma névoa espessa, estes sentimentos são sintomas de embotamento do desejo.

“Não estou realmente interessado, não me sinto bem, tenho mais prementes assuntos a tratar, eu preciso de descanso, amanhã eu tenho um grande dia no trabalho” – todas essas desculpas não são nada mas uma falta de desejo. Quando eu me sentir assim, significa que estou deliberando a oportunidade de encontrar o desejo, de querer obtê-lo, e perceber que eu devo encontrá-lo sozinho.
Encontrar o desejo só é possível através da abertura de um livro de Cabala, mesmo quando eu não quiser ler ou compreendê-lo, e quando eu não ver ou sentir qualquer coisa nele. Aos poucos, forçando-me a ler um pouco mais, e um pouco mais, e um pouco mais de letra – por letra, palavra por palavra, de buscar e esperar para ser ultrapassado pelo desejo descrito no livro do Zohar.

Nunca é Tarde para Ler O Zohar

Uma pergunta que recebi: A ordem é importante durante a leitura do Livro do Zohar? E se eu só me juntei ao estudo recentemente? Eu devo ler tudo o que se estudou até este ponto?

Minha Resposta: Primeiro de tudo, não faz diferença qual parte do livro do Zohar estamos a ler. Está escrito: “Não existe o tempo na Torá”. Portanto, não importa onde você começa a ler: do meio, fim ou começo.

Também não importa o quanto você entende ou não, ou se você se juntou ao estudo agora e esta é a sua primeira aula, ou se você estuda há muito tempo. Você pode participar do estudo desde o início ou desde o meio da aula, quando metade do material já foi coberto.

Tudo que estudamos são processos que ocorrem em Bina, Zeir Anpin, e Malchut (AHP), onde todas as Forças Superiores estão localizadas acima de Bina. Isto quer dizer, Bina é a relação das Forças Superiores relativamente a nós; Zeir Anpin é um sistema que transmite as forças de Bina até nós ao longo das três linhas, e Malchut recebe essas três linhas. Nós nos conectamos a Malchut e trabalhamos na nossa conexão com Zeir Anpin a fim de nos conectarmos à Bina.

A imagem é sempre a mesma — Bina, Zeir Anpin, Malchut. Não há mais nada. Portanto, não importa que texto Cabalístico você leu, seja capítulos da Torá ou partes do Zohar, o texto sempre fala sobre a mesma coisa: a correção da alma no sistema de AHP, ZAT de Atzilut.
É por isso que você verá uma grande quantidade de repetições em O Zohar, as quais são todas diferentes descrições de como a Luz afeta a alma. Nós não sabemos por que os autores de O Zohar o escreveram da maneira que fizeram, por que escolheram essas palavras e seqüência de palavras específicas. Mas eles fizeram isso naturalmente; seus escritos reflectem as ações corretas das Luzes sobre o desejo à medida que a alma ascende.

sábado, 16 de janeiro de 2010

A Liberdade Repousa na Expansão do Nosso Ponto no Coração



Minha resposta: A pessoa deve aceitar tudo que é dado a ela desde o Alto – ambos, o pior e o melhor. Está escrito: “O homem deve ser grato pelo mau, como também pelo bom”. Suponha que agora eu sinto que meus sentimentos e minha mente estão bloqueados. Eu estou confuso em meus sentimentos e pensamentos, eu não posso me orientar, e as palavras não se conectam. Quando isso acontece, eu deveria a ser como uma criancinha que sempre observa os adultos, sem entender o que eles estão fazendo. Ela só olha para os adultos e aprende através dos exemplos. De fato, todo adulto é um exemplo para ela, mostrando-lhe o que fazer para se tornar semelhante a um adulto.

Cada estado pelo qual eu passo contém dez pequenas Sefirot, com toda a informação sobre todos meus estados futuros. Para desenvolver, tudo que preciso é adicionar mais matéria ou desejo, assim como uma gota de sêmen se desenvolve.

Aquele que Ascende se Conecta com os Mundos Dentro de Si

 




Minha resposta: Ele realmente ocultou alguma coisa? Pense sobre como o livro Árvore da Vida do ARI começa: “Saiba, que antes dos mundos serem emanados e das criaturas serem criadas, uma Simples Luz Superior tinha preenchido toda a realidade”. E então um ponto de desejo apareceu e continuou a se desenvolver até que os mundos e todas as coisas que habitavam neles emergiram desde esse ponto.

Não há nada mais do que o desejo de receber a Luz, e a Luz. Tudo o mais é um desenvolvimento da conexão entre eles, onde a Luz permanece invariável e o desejo muda em semelhança com a Luz. Essa conexão é o assunto descrito na ciência da Cabalá e particularmente, no Livro do Zohar.

Como Você é Admitido no Mundo Espiritual?




Publicado em no blog do dr. rav. michael laitman

Em um dos seus artigos, Baal HaSulam explica que “o hábito se torna uma segunda natureza”. Assim, a que devemos nos acostumar enquanto lemos O Livro do Zohar? Começamos a nos acostumar a usar O Zohar como uma ferramenta através da qual constantemente imaginamos a nós mesmos no espaço espiritual, que é operado pelas Luzes e desejos, ao invés de ver um quadro falso dessa realidade “externa”.


Nós nos forçamos a ir profundamente dentro de qualidades, o reino de forças e vetores que criam um quadro na “tela do computador”. Nós não nos fechamos nesse quadro superficial, mas penetramos mais profundamente, dentro dos desejos e qualidades que o cria.

Assim, nosso trabalho se situa no desenvolvimento do hábito de sentir que estamos no reino de forças, desejos e qualidades, e de ver a realidade somente através deles. Então, nós estaremos realmente lendo O Livro do Zohar.

“O Amor Vai Redimir Todos os Pecados”


Quando lemos O Livro do Zohar devemos nos preocupar somente com uma coisa: nosso desejo de alcançar o próximo estado, que é de unidade e integração. Durante toda a criação a unidade parece ter se dividido em partes separadas. A criação parece enorme e não temos ideia onde buscar por ela dentro de nós, como O Zohar nos diz.

No entanto, devemos desejar ver tudo isso dentro de um sistema geral onde tudo está conectado, onde todos os desejos, pensamentos, qualidades, e ações trabalham em harmonia em uma alma comum. Além disso, tudo isso está dentro de mim; a função dessa alma corrigida é o ato de doação que eu revelo dentro de mim mesmo.