Páginas

Vídeos sobre a Cabala

Loading...

domingo, 13 de março de 2011

O mundo é redondo

 

 
Pergunta do Japão: Quais são as razões para o desastre que está acontecendo conosco? Segundo as previsões, há terremotos mais à frente para nós. Podemos impedir que esse tipo de evento ocorra aqui e em todo o mundo?

Resposta: Para responder a esta pergunta é preciso primeiro entender onde estamos. Estamos em um mundo redondo. Isto é o que a ciência da Cabala nos explica em a sua seção sobre “percepção da realidade.”

Não vamos esperar por provas dolorosas desse fato para tornar-se realidade no nosso mundo. Por meio de experiências dolorosas, estamos descobrindo que estamos todos interligados, que o mundo é global e integral, tendo um Efeito Borboleta, e assim por diante. Não vamos ter de aprender com os desastres que ocorrem constantemente, a fim de convencer-nos disso. Vamos, ao invés disso, aprender o mesmo via ciência da Cabala.
Até que a nossa experiência de vida sivra como meio de trabalho, pode ser tarde demais! Quantos tsunamis, terremotos e outros desastres precisam acontecer para ficarmos mais espertos? Vamos utilizar a ciência e a sabedoria. Está escrito: “Aquele que aprende é sábio.” Então o que o sábio aprende?

Leia mais →

Material relacionado:
O que dizer ao acerca da força de unidade?
Problema Mundial? É meu problema
Isso nunca aconteceu antes

A Tsunami, nos recônditos de sua alma


 

 
Pergunta: Qual deve ser a nossa atitude para as catástrofes naturais que estamos testemunhando, assim como outros problemas?

Resposta: Estamos vivendo em um momento especial, quando o nosso egoísmo é o desejo de começar a mostrar o nosso desequilíbrio com a natureza em todos os seus níveis. O nível mais baixo da natureza é o inanimado, onde estamos agora revelando nosso desequilíbrio e desarmonia com a natureza em geral. E o mesmo vale para os seguintes níveis da natureza: vegetal e animal. Nós só não percebemos isso agora.

Estamos em uma crise terrível, uma “crise de relacionamento” com um anjo chamado de “Domem”(inanimado, bem como um anjo chamado de”Tzomeah”(vegetal), e o anjo chamado”Hai”( animal). Todas essas formas da natureza estão em uma enorme falta de correspondência e oposição a nós. Nossa obrigação é corrigi-las porque o homem só pode corrigir todo o resto da natureza corrigindo-se.
Leia mais →

Material relacionado:
“Esses são meus filhos”
A solução está entre nós
Sob anestesia
O Poder dos novatos

sábado, 5 de março de 2011

Tom, Jerry e as Nossas Crianças

Tom, Jerry e as Nossas Crianças

Hoje, nem mesmo Tom pode ensinar bons valores às nossas crianças. Sem mencionar Jerry...

Pesquisas psicológicas modernas mostram que o desenvolvimento cognitivo de uma criança e padrões de comportamento começam a se formar desde cedo. O aclamado psicólogo suíço, Jean Piaget, mostrou que logo após nascer, um bebê começa a aprender através da sua observação, adotando conceitos mentais através da sua interação com o ambiente. Os dados sensoriais que a criança recebe, mesmo quando bebê, tem um efeito forte no seu desenvolvimento. Depois, ela continua a se desenvolver e aperfeiçoar o que absorveu durante essa época.

Nessa idéia, imagine como devemos ser sofisticados para poder dar às nossas crianças os exemplos certos, literalmente, desde a idade “zero”. Por outro lado, como podemos dar a elas exemplos positivos mesmo quando a indústria de entretenimento as convence com incontáveis valores e imagens negativos?

Para citar um exemplo, aqui está a ultima descrição de Tom e Jerry, como aparece no Website do Cartoon Network: “Gato teimoso está sempre perseguindo a cauda do seu fugaz inimigo, Jerry, o rato, e nenhum truque, armadilha ou frigideira vai para-lo na sua perseguição eterna”. E isso, queridos pais, é o que as nossas crianças aprendem.