Páginas

Vídeos sobre a Cabala

Loading...

domingo, 17 de janeiro de 2010

Percebendo a Realidade com as Lentes do Zohar

adviceNo “Prefácio ao Livro do Zohar”, o Baal HaSulam escreve que embora pareça a mim que tudo ocorra externamente, perante meus olhos, qualquer pessoa razoável sabe que todas estas imagens existem apenas dentro do cérebro. Quando me apercebo disto, eu estou pronto para começar a abordar os assuntos falados pela ciência Cabalística.

A falta desta realização é a razão pela qual O Livro do Zohar está oculto de nós e porque não sabemos como abrí-lo ou lê-lo. É porque a chave para compreendê-lo reside em termos a percepção correcta da realidade. O Livro do Zohar deve ser abordado apenas ao imaginar as descrições dentro de mim mesmo. A terminologia, sons, mundos, objectos espirituais, almas, e relacionamentos são todos noções dentro de mim. Isto é particularmente verdadeiro quando consideramos os parâmetros da percepção da realidade: mundo, ano, e alma – todos os quais estão acima do tempo, espaço e movimento.

Se eu percebo o texto como um padrão de desdobramento das relações entre forças e qualidades dentro de mim, eu gradualmente revelarei estados internos cada vez mais profundos. Então ficará claro que esta realidade externa não é realmente verdadeira, mesmo que o pareça a mim. Eu só a percebo como existindo fora e independente de mim.

É minha atual tolice pensar que eu não crio esta realidade, pensando de forma errada que ela se revela diante de mim por si só, tendo existido antes do meu nascimento e ter ceteza que existirá depois da minha morte. Eu tenho que tentar mudar todas essas crenças, de forma a compreender o que O Zohar quer explicar-me.
A chave e a entrada ao livro do Zohar reside precisamente em transportar tudo para dentro de mim mesmo, de acordo com o principio: “Uma pessoa é o mundo inteiro”. Eu posso dizer se o meu estudo é correcto ou não ao verificar: Quanto espero eu sentir e revelar todo o meu futuro dentro de mim?