Páginas

Vídeos sobre a Cabala

Loading...

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Aquecimento Global - E daí!?


Com a abundante informação à disposição do público em geral, hoje, todos sabem sobre o aquecimento global e as mudanças climáticas. Mas, como se constata, conhecimento e cuidado nem sempre andam de mãos dadas.

Existem departamentos em universidades dedicados à questão das alterações climáticas, incluindo Climatologia e Estudos Ambientais. Grupos ativistas no mundo inteiro estão trabalhando para aumentar a consciência das pessoas em relação às tendências do clima global; notícias na televisão e na Internet mostram aos telespectadores imagens de satélite de mudanças nas temperaturas oceânicas e geleiras derretendo. Há uma abundância de manuscritos científicos, artigos de jornal, congressos científicos dedicado ao essa questão.

Até a cultura pop já aderiu à campanha. Exemplos disso são o documentário “Uma Verdade Inconveniente”, sobre o trabalho ativista de Al Gore, e animação cinematográfica para crianças "A Era do Gelo: o Derretimento", onde três animais tentam sobreviver à quebra de uma barragem glacial. Estrelas de Hollywood como Leonardo DiCaprio são vozes para a consciência ambiental. DiCaprio já apareceu na capa da Vanity Fair ao lado de um bebê urso polar em uma geleira quebrada no sudeste da Islândia; ele falou sobre isso com Oprah, e adverte em seu filme, “A Última Hora”, que "os seres humanos enfrentam a extinção, como resultado da crise ambiental ".

Outras celebridades que estão aderindo ao movimento são Charlize Theron, Natalie Portman, Tom Hanks, Susan Sarandon e Salma Hayek - só para citar alguns.

O resultado de ser informado

A notícia está se tornando mais dramática a cada dia. Diante de nossos olhos, nós podemos ver prateleiras de gelo antártico desmoronarem e caírem no oceano, e podemos testemunhar os furacões desastrosos que golpeiam os litorais da América.

Não há nenhum debate entre cientistas sobre a existência do aquecimento global, nem sobre suas causas nem suas conseqüências potenciais. Um artigo na revista Science afirmou que dos 928 artigos publicados sobre as alterações climáticas, nenhum discordou do fato de que a atividade humana está mudando o clima.

Porém, mais do que tudo isto, o que está perturbando verdadeiramente é o fato de que quanto mais sabemos sobre o aquecimento global e suas ameaças - menos parecemos nos importar!

Uma recente pesquisa com 1100 americanos, conduzida por cientistas do Texas, A&M University, revelou que "Quanto mais informada é uma pessoa sobre o aquecimento global, menos se sente pessoalmente responsável por este problema, e menos preocupada se sente com o aquecimento global" Em total contradição com aquilo que seria de se esperar, a pesquisa mostra que quanto mais ativamente a mídia fala sobre o problema e mais informados nós estamos, menos conscientes sobre isso nós nos tornamos.

O antídoto para a indiferença

Talvez a nossa indiferença possa ser atribuída ao fato de que ninguém é capaz de oferecer quaisquer soluções viáveis para a catástrofe iminente, ou talvez seja porque nos sentimos sobrecarregados pela abundância de fatos perturbadores. Então escolhemos simplesmente deixar o problema de lado nesse momento. Mas, obviamente, não podemos ignorá-lo quando começar a nos afetar pessoalmente - por exemplo, quando acontece de você ser uma pessoa em Nova Orleans que teve a família inteira eliminada pelo furacão Katrina. Por causa da natureza global do problema, qualquer um de nós pode ser o próximo - então por que não nos importamos?

A Kabbalah explica isto com muita simplicidade: O que nos impede de pensar sobriamente e eficientemente sobre o problema é a nossa ‘esperteza’, nossa percepção estrita e egoísta. Isto nos impede de ver a perspectiva mais ampla, de poder avaliar a total gravidade da situação. Além disso, nosso ego nos cega para o fato de estarmos causando isso para nós mesmos, e, portanto somos capazes de impedir!

O fato é, nós não temos que andar "no caminho do sofrimento" - como a Kabbalah o chama. Se nós desenvolvermos a percepção da doação - uma percepção altruísta, a percepção das conexões entre nós e a imagem panorâmica da realidade, nós colocaremos um fim ao nosso crescente descompasso com a Natureza e corrigiremos nossas ações de acordo com o que a natureza deseja de nós.

Conseqüentemente, para mudar a tendência ameaçadora da mudança de clima e do aquecimento global, nós devemos primeiramente mudar nossa indiferença a eles. Por isso é essencial espalhar o método de Kabbalah pelo mundo, o que significa desenvolver uma percepção que faça com que nós nos importemos e que sejamos capazes de afetar uma mudança.

Texto original:Global Warming—So What!?